Home

A natureza exuberante e os mistérios da América Central

 

Panamá

O Panamá sempre foi e sempre será um ponto de encontro entre diversas etnias e raças, hoje em dia acessível para todo tipo de viajante. Entre as atrações, dispõe de águas mornas e transparentes do Mar do Caribe, paraíso dos mergulhadores, cruzeiros luxuosos e esportes aquáticos. O país conta com uma natureza exuberante, passeio em uma ferrovia do século XIX, sem falar no próprio Canal do Panamá, uma experiência de interesse turístico e cultural a parte.

  • Gastronomia: Uma culinária aromática, leve e saudável, que mistura ingredientes doces e salgados, temperados com deliciosas especiarias de origem creole. Na cozinha panamenha não faltam arroz, castanhas, leite de coco e muita banana. Tem purê de banana, banana frita, assada, refogada, al dente ou soutée, como acompanhamento de carnes, aves e pescados. Nos restaurantes há desde banana recheada com carne, risoto de banana e até pamonha de banana, enrolada em palha de milho e tudo. Sempre banana verde, claro, que tem uma consistência parecida com a da batata inglesa, porém, mais nutritiva e com sabor mais refinado.
  • Clima: O clima panamenho é tropical, quente e úmido, com noites frescas. Somente a área mais baixa, na costa do Pacífico, tem uma estação seca durante boa parte do ano. A temperatura média térmica anual em ambas as costas é de 27°C e de 10°C a 19°C nas montanhas. As chuvas são mais intensas entre março e setembro.
  • Moeda: Balboa panamenha e dólar americano.
  • Idioma: O idioma oficial é o espanhol, entretanto, muitos panamenhos falam inglês.
  • Fuso horário: Duas horas a menos em relação ao horário de Brasília.

 

Costa Rica

A Costa Rica é um dos destinos turísticos mais apreciados do planeta. Este pequeno pedaço de terra cumpre todos os requisitos necessários para satisfazer os gostos de milhares de pessoas que a visitam a cada ano. Seu território se estende desde o Oceano Pacífico até o Mar do Caribe. Possui florestas tropicais, vulcões, rios, montanhas para caminhadas, praias e muitos recursos naturais protegidos por uma importante organização de parques nacionais e reservas florestais.

  • Gastronomia: Frutos do mar e comidas apimentadas são oferecidos por todos os lados, assim como a cozinha crioula, que é parecida com a brasileira. O prato típico costarriquenho chama-se gallo pinto, uma mistura de arroz e feijão preto com salsas e temperos locais e pequenos pedaços de pimentão que pode ser acompanhada por pedaços de queijo branco quente, ovos, linguiça ou natilla, uma espécie de requeijão. Apesar de ser uma mistura aparentemente forte, esta iguaria é normalmente consumida como café da manhã. No almoço ou jantar, arroz bem condimentado, feijão preto ou vermelho e carnes de frango, peixe ou porco formam os cardápios básicos de casas e restaurantes. Existe uma grande variedade de frutas e hortaliças no país e a Costa Rica é uma grande exportadora de banana e café.
  • Clima: O país conta com diversas zonas climáticas, cada uma com suas características determinadas principalmente pela umidade e pela altitude. A presença de vulcões é outra variante capaz de alterar o clima, que pode se apresentar desde quente e úmido (regiões costeiras têm temperaturas mais elevadas), até verdadeiramente gelado, como no alto das áreas montanhosas. As temperaturas, em média, são amenas, entre 17 e 32 graus. Existem duas grandes estações na Costa Rica: a estação seca, que ocorre de dezembro a abril e marca a alta temporada turística; e a estação das chuvas, de maio a novembro, período em que costumam se precipitar sobre o país as tormentas tropicais.
  • Moeda: Cólon. Dólares americanos e cartões de débito e crédito podem ser usados.
  • Idioma: O idioma oficial é o espanhol. A segunda língua de grande parte da população é o inglês.
  • Fuso horário: Duas a três horas a menos em relação ao horário de Brasília. 

 

Guatemala

Com uma rica herança maia, a Guatemala é um dos principais destinos turísticos da América Central. Em vilarejos espalhados por todo o país, entre lagos e vulcões, sobrevivem tradições de três mil anos, como os coloridos mercados públicos, as roupas bordadas a mão e os incríveis artesanatos. A herança histórica, cultural e natural da Guatemala pode ser descoberta por todo o território. O país oferece também o contato com uma natureza exuberante, origem e destino de uma biodiversidade única no mundo.

  • Gastronomia: A cozinha guatemalteca é uma variedade de sabores e texturas. O feijão e o milho são ingredientes comuns em quase todos os pratos. Outros ingredientes típicos são a carne de vaca, de galinha, de veado ou de iguana. Os queijos, as tortilhas de milho, o arroz, assim como os chilis são as especiarias mais utilizadas numa importante quantidade de pratos da região, assim como o orégano.
  • Clima: A melhor época para visitas é o período entre os meses de novembro e abril. Entre maio e outubro chove mais e há mais mosquitos, principalmente na costa atlântica. Nas montanhas, o clima é agradável: quente de dia e fresco à noite, quando pode fazer muito frio. No litoral o clima é quente e úmido.
  • Moeda: A moeda é o quetzal, nome do pássaro-símbolo da Guatemala. É muito fácil trocar dólares e tirar dinheiro em caixas eletrônicos para quem tem cartão Cirrus ou Electron. Alguns vilarejos não têm bancos.
  • Idioma: O idioma oficial é o espanhol, porém existem mais de 28 línguas nativas de comunidades indígenas.
  • Fuso horário: Três horas a menos em relação ao horário de Brasília.

    Que tal ficar sabendo tudo sobre as Américas?

New Call-to-action

 

 

GUIA_DESTINOS_EXOTICOS_lateral.jpg